Cidade

Colégios de Salvador aderem à paralisação contra reforma da Previdência; veja

Os professores de doze colégios particulares de Salvador aderiram à Paralisação dos Profissionais de Educação contra a reforma da Previdência, que vai ocorrer nesta quarta-feira (15) na cidade. [Leia mais...]

[Colégios de Salvador aderem à paralisação contra reforma da Previdência; veja]
Foto : Reprodução/Facebook

Por Yasmin Garrido no dia 13 de Março de 2017 ⋅ 18:32

Os professores de doze colégios particulares de Salvador aderiram à Paralisação dos Profissionais de Educação contra a reforma da Previdência, que vai ocorrer nesta quarta-feira (15) na cidade. A decisão foi deliberada em assembleia extraordinária realizada pelo sindicato da categoria (Sinpro) na última sexta (10).

De acordo com a assessora do Sinpro, Cristina Souto, até o meio-dia desta segunda, doze escolas já haviam confirmado a paralisação e "outras instrituições de ensino realizaram assembleia nesta tarde para decidir se vão aderir ou não". Além de Salvador, escolas de Feira de Santana também vão paralisar as atividades, que retornam normalmente nesta quinta-feira (16).

Veja lista das escolas que aderiram à paralisação:

Salvador:

  • Anchieta
  • Antônio Vieira
  • Gregor Mendel
  • Instituto Social da Bahia (Isba)
  • Lua Nova
  • Marista
  • Miró
  • Módulo
  • Oficina
  • Salesiano Nazaré
  • Salesiano Paralela
  • São Paulo

Vitoria da Conquista:

  • Juvêncio Terra
  • Oficina
  • Sacramentinas

*A lista pode ser alterada até a data da paralisação.

Leia comunicado do Colégio Marista enviado às famílias dos alunos:

"Prezadas Famílias,

Nossos educadores aderiram à Paralisação dos Profissionais de Educação contra a reforma da previdência, que será realizada na próxima quarta-feira, 15 de março.

O movimento sindical e social se opõe à aprovação da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) nº 287/2016, que altera as regras da aposentadoria no país. Outro tema em pauta é a extinção do direito à filantropia, direito adquirido de muitas instituições beneficentes e de caridade que seguem rigorosamente as exigências legais como escolas, hospitais, universidades, centros sociais, entre outras.

Diante deste contexto, deliberamos pela suspensão das aulas do Colégio neste dia e retornaremos normalmente na quinta-feira, 16 de março. Posteriormente, divulgaremos as datas para a reposição das aulas.

Atenciosamente,

Ir. Lúcio Gomes Dantas

Diretor"

Notícias relacionadas

[Ufba fica sem luz após roubo de cabos]
Cidade

Ufba fica sem luz após roubo de cabos

Por Kamille Martinho no dia 18 de Outubro de 2019 ⋅ 14:20 em Cidade

Assessoria da universidade afirma que novo material já está sendo providenciado