Cidade

Motorista é multado, contesta serviço da Zona Azul e agentes da Transalvador debocham; veja vídeo

Um vídeo feito na noite do último sábado mostra a revolta de um muitos morador de Salvador, que reflete reclamações de muitos outros sobre a Transalvador. [Leia mais...]

[Motorista é multado, contesta serviço da Zona Azul e agentes da Transalvador debocham; veja vídeo]
Foto : Reprodução / Youtube

Por Laura Lorenzo no dia 23 de Abril de 2017 ⋅ 14:25

Um vídeo feito na noite do último sábado (22) mostra a revolta de um morador de Salvador, que reflete as reclamações de muitos outros sobre a Transalvador. Nas imagens, o dono de um carro que estacionou no Rio Vermelho, em frente ao Teatro Sesi, conta que foi multado por parar sem cartela em um local de Zona Azul, mas alega que não haveria nenhum funcionário para vender a cartela obrigatória.

Ainda de acordo com o homem, que não foi identificado, diversos outros carros também levaram a multa por estarem parados sem a cartela. O motorista afirma também que o funcionário responsável pela área, que só chegou depois que os veículos no local foram autuados, estava trabalhando bêbado.

A revolta do denunciante aumentou ao conversar com uma viatura da Transalvador na qual, segundo ele, estavam os agentes que fizeram as autuações. Ao contestar a multa, afirmando que não havia nenhum funcionário do serviço no local, a resposta ao homem são as risadas de deboche dos agentes do órgão. 'Em sua defesa você coloca, a notificação já foi lavrada', diz um deles, apenas.

Por meio de nota ao site Bocão News, a Transalvador afirmou que 'irá analisar as imagens, apurando possíveis excessos e inadequação da postura dos agentes de trânsito. Caso comprovados, as medidas cabíveis serão tomadas'.

A nota ainda fiz que 'equipes da fiscalização de estacionamento são orientadas a não autuarem os condutores sem cartela quando da ausência de guardadores sindicalizados, ou mesmo na presença desses, mas sem cartelas disponíveis para venda', mas que 'a venda de cartelas de Zona Azul não é feita por agentes de trânsito nem por servidores municipais, mas por guardadores vinculados ao Sindiguarda'.

Veja:

Notícias relacionadas