Cidade

"Advogar na Justiça baiana é um inferno", afirma presidente da OAB

Presidente da seccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil há dois anos e oito meses,, o advogado Luiz Viana Queiroz confessou, em entrevista ao A Tarde no último domingo (9), as dificuldades em exercer a profissão no estado. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Bárbara Silveira no dia 10 de Agosto de 2015 ⋅ 09:15

Presidente da seccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil há dois anos e oito meses,, o advogado Luiz Viana Queiroz confessou, em entrevista ao A Tarde no último domingo (9), as dificuldades em exercer a profissão no estado.

"Tenho dito que advogar na Justiça baiana é um inferno. A crise do judiciário baiano não é uma questão simples e a OAB tem se debruçado sobre ela. Constituímos uma mesa permanente de articulações, com a presença da OAB, TJ, juízes, promotores, defensores públicos e sindicatos e elencamos os 16 itens que respondem pela crise”, disse quando questionado sobre o deslocamento de servidores do 2º grau para suprir demanda de pessoal nos cartórios.

Queiroz ainda se mostrou favorável a que a advogada Beatriz Catta Preta revele quem da CPI da Petrobras a intimidou, o que resultou do seu afastamento da profissão.  "As pessoas precisam saber o que está acontecendo", disse.

 

Notícias relacionadas

[Homem morre na praia do Porto da Barra]
Cidade

Homem morre na praia do Porto da Barra

Por Metro1 no dia 19 de Janeiro de 2020 ⋅ 12:10 em Cidade

De acordo com testemunhas, jovem bateu a cabeça nas pedras após pular do cais para a água