Cidade

Motorista será indiciado por morte de passageira que pulou de ônibus em movimento

O motorista que conduzia o ônibus que foi assaltado na noite da última quinta-feira (5), na Avenida Tancredo Neves, em Salvador, responderá pela morte da passageira Luzenilda Santos Avelino Barbosa, 24 anos, que, para evitar o assalto, se jogou do coletivo quando ele estava em movimento. [Leia mais...]

[Motorista será indiciado por morte de passageira que pulou de ônibus em movimento]
Foto : Leitor Metro1

Por Paloma Morais no dia 06 de Outubro de 2017 ⋅ 19:58

O motorista que conduzia o ônibus que foi assaltado na noite da última quinta-feira (5), na Avenida Tancredo Neves, em Salvador, responderá pela morte da passageira Luzenilda Santos Avelino Barbosa, 24 anos, que, para evitar o roubo, se jogou do coletivo quando ele estava em movimento. Ela se desesperou após homens disfarçados de baleiros anunciarem o assalto. De acordo com o delegado e coordenador do Grupo Especial de Repressão a Roubos de Coletivos (Gerrc), José Nélis de Araújo, ele será indiciado por ter assumido esse risco ao parar fora do ponto e depois trafegar de portas abertas. “Foi falha do motorista: ele abriu a porta fora do ponto e trafegou em velocidade com a porta aberta. (...) Se o motorista para fora do ponto e permite que esses baleiros entrem, ele está testando a idoneidade”, disse ao jornal Correio. 

Já o motorista alegou durante depoimento, que estava dirigindo com a porta aberta devido a uma falha mecânica no veículo. Sobre a declaração, o diretor do Sindicato dos Rodoviários, Daniel Mota, afirmou ao jornal Correio ser precipitada. “É preciso ter serenidade e cautela, e não criar responsabilidade antes da conclusão das investigações”, disse. Sobre a negligência do motorista, ele destaca: “Não foi uma situação normal, era um assalto! Isso tudo tem que ser levado em consideração”.

Notícias relacionadas