METROPOLE

Quinta-feira, 06 de maio de 2021

Cidade

Mercado de Cajazeiras: prefeitura abre licitação, desiste de cinema e explica Boca de Brasa

O mercado estava esquecido desde junho do ano passado, quando foi incendiado. [Leia mais...]

Mercado de Cajazeiras: prefeitura abre licitação, desiste de cinema e explica Boca de Brasa

Foto: Divulgação/ Agecom

Por: Alexandre Galvão no dia 01 de março de 2018 às 07:20

Interditado desde junho do ano passado, o Mercado Municipal de Cajazeiras parece ter voltado aos planos da Prefeitura Municipal de Salvador. Nesta quarta-feira (28) a gestão abriu licitação para reformar o local, como conferiu o Metro1. De acordo com a assessoria da Secretaria de Ordem Pública (Semop), os envelopes com as propostas serão abertos no dia 2 de abril.

Projetado anteriormente até para ter cinema, o espaço vai ter a sua funcionalidade alterada. Ainda de acordo com a Semop, não mais será possível exibir filmes no estabelecimento, pois, após o incêndio, “a utilização do segundo piso teve que ser repensada para melhor atender à comunidade”.

O centro de compras, que atraía poucas pessoas, terá ainda uma unidade da Prefeitura-Bairro, com o objetivo de aumentar o fluxo de pessoas no local. A resistência dos moradores de entrar nos mercados municipais, projetados pela Fundação Mário Leal Ferreira, é cultural, segundo declarou inúmeras vezes o prefeito ACM Neto.

“O secretário informou que haverá no local a sede da Prefeitura-Bairro, que oferece ao cidadão uma série de serviços públicos perto de casa de diversos órgãos municipais e outros parceiros, a exemplo do Tribunal de Justiça da Bahia, e um espaço para o projeto Boca de Brasa, o segundo a ser inaugurado (o primeiro já está funcionando no Subúrbio 360, em Coutos)”, indicou.

Criado em 1986, o Boca de Brasa terá sua concepção alterada pela gestão ACM Neto. De acordo com a Semop, na nova roupagem, o instrumento de fomento à cultura terá locais fixos – e não mais será itinerante.

“Este novo espaço no mercado do bairro vai funcionar como um centro de cultura, que vai sediar cursos, oficinas e apresentações de teatro, danças, com o objetivo de fortalecer as iniciativas e grupos culturais da comunidade. Em parceria com a Prefeitura-Bairro, o local também será destinado a reuniões para tratar de temas pertinentes à localidade, inclusive com a presença do Conselho Comunitário”, alega.

O projeto é da Fundação Mário Leal Ferreira e a obra será executada pela Superintendência de Conservação e Obras Públicas (Sucop). O investimento é orçado em R$ 2 milhões, valor que será bancado, segundo a secretaria, exclusivamente com recursos municipais.

TV METRO

Entrevistas

Jessé Souza

Em 05 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Mercado de Cajazeiras: prefeitura abre licitação, desiste de cinema e explica Boca de Brasa - Metro 1