Cidade

Suspeito de matar seguranças em ensaio oferece suborno para não ser preso

Suspeito de envolvimento na morte de três seguranças do ensaio do Harmonia do Samba, em fevereiro do ano passado, em Salvador, Rafael Assis Amaro foi preso na noite de ontem e ofereceu R$ 10 mil aos policiais militares para ser liberado. [Leia mais...]

[Suspeito de matar seguranças em ensaio oferece suborno para não ser preso]
Foto : Divulgação/ SSP

Por Paloma Morais no dia 09 de Março de 2018 ⋅ 16:02

Suspeito de envolvimento na morte de três seguranças do ensaio do Harmonia do Samba, em fevereiro do ano passado, em Salvador, Rafael Assis Amaro foi preso na noite de ontem e ofereceu R$ 10 mil aos policiais militares para ser liberado.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), os agentes não aceitaram o suborno. O criminoso foi levado para o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

O homem é suspeito também de ser "gerente" do tráfico de drogas no bairro de Nordeste de Amaralina. Com ele foram apreendidos R$ 10 mil em espécie, duas armas, 187 porções de drogas, correntes de ouro e um relógio importado.

A polícia chegou até Rafael após receberem uma informação do Serviço de Investigação da Primeira Delegacia Territorial (DT/Barris) de uma possível movimentação de dinheiro e armas entre as localidades de Sucupira e Boqueirão.

O caso - Três seguranças contratados para trabalhar no ensaio do grupo Harmonia do Samba, que aconteceria na noite de 6 de fevereiro de 2017, foram mortos a tiros em um dos acessos ao Estádio de Pituaçu, onde o evento seria realizado. Dois deles tiveram os corpos parcialmente queimados. 

Notícias relacionadas