Cidade

Mota nega responsabilidade e diz que rodoviários pararam por ʹquestão comercialʹ

Em entrevista à Rádio Metrópole, durante o Jornal da Bahia No Ar, o chefe da Semob afirmou que não compete à gestão municipal entrar em debate de questão no setor privado com os motoristas do Stec, o Subsistema de Transporte Especial Complementar. [Leia mais...]

[Mota nega responsabilidade e diz que rodoviários pararam por ʹquestão comercialʹ]
Foto : Divulgação/STEC

Por Matheus Simoni no dia 26 de Março de 2018 ⋅ 09:42

O secretário municipal de Mobilidade, Fábio Mota, negou que a Prefeitura de Salvador tenha responsabilidade na negociação entre os rodoviários da Cooperativa dos Permissionários do Subsistema de Transporte Especial Complementar do Município. Os membros da categoria fizeram uma paralisação na manhã de hoje para cobrar integração com o sistema do metrô.

Em entrevista à Rádio Metrópole, durante o Jornal da Bahia No Ar, o chefe da Semob afirmou que não compete à gestão municipal entrar em debate de questão no setor privado com os motoristas do Stec, o Subsistema de Transporte Especial Complementar.

"Há mais de seis meses, o Município autorizou a integração dos amarelinhos. Autorizamos por ofício para as cooperativas e para o presidente do Setps [empresários]. Dependeria da questão comercial, coisa que o Município não pode entrar. Nós monitoramos as reuniões e autorizamos a integração com o metrô. Mas, infelizmente, o Stec não conseguiu um acordo comercial com o Setps e resolveram hoje fechar as vias da cidade por conta de uma questão comercial deles", declarou.

Notícias relacionadas