Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cidade

Rodoviários encerram manifestação; Neto abre processo administrativo

Os rodoviários do Subsistema de Transporte Especial Complementar (Stec) começam a encerrar a manifestação que estava sendo feita desde a manhã de hoje na região do Shopping da Bahia. Mesmo com a orientação do permissionário e porta-voz da Cooperativa dos Permissionários do Subsistema de Transporte Especial Complementar do Município (Coopstecs), que recomendou o encerramento do protesto, os membros da categoria reclamaram e decidiram manter o ato. No entanto, após muito diálogo, os rodoviários começaram retirar os veículos em direção às garagens. [Leia mais...]

[Rodoviários encerram manifestação; Neto abre processo administrativo]
Foto : Divulgação/Transalvador

Por Matheus Simoni no dia 26 de Março de 2018 ⋅ 12:55

Os rodoviários do Stec (Subsistema de Transporte Especial Complementar) resolveram a encerrar a manifestação iniciada nas primeiras horas da manhã de hoje (26) na região do Shopping da Bahia, o que provocou longos congestionamento nas principais vias de Salvador.

Mesmo com a orientação do permissionário e porta-voz da Cooperativa dos Permissionários, que recomendou o encerramento do protesto, os membros da categoria reclamaram e decidiram manter o ato. No entanto, após muito diálogo, os rodoviários decidiram retirar os veículos em direção às garagens, após promessa do prefeito ACM Neto, de receber integrantes da categoria amanhã (27).

O democrata determinou que a Secretaria Municipal de Mobilidade (Semob) abra um processo administrativo para apurar a responsabilidade de representantes da classe na manifestação. A depender da ação, o Município pode, inclusive, efetuar a cassação de permissões e intervir no Stec. O gestor criticou o ato e disse que a manifestação prejudicou o direito livre de ir e vir dos cidadãos da cidade.

"Já autorizamos a integração (do Stec com o ônibus comum e o metrô) há muito tempo. Mas eles não chegaram a um entendimento operacional e tarifário. Sempre tivemos abertos ao diálogo, mas não dialogo com esse tpo de protesto. Não aceito isso. Não tem como dialogar com esse tipo de coisa", afirmou.

Notícias relacionadas