Cidade

Prefeitura diz que vidro estilhaçado no Cristo ‘não quebra’: ‘Você pode bater com um machado’

Tânia Scofield não quis opinar sobre a “estética” da peça, que tem sido comparada a um fusível. “Estética não é padrão. É uma coisa que depende do gosto de cada um”. [Leia mais...]

[Prefeitura diz que vidro estilhaçado no Cristo ‘não quebra’: ‘Você pode bater com um machado’]
Foto : Divulgação

Por Alexandre Galvão no dia 16 de Abril de 2018 ⋅ 09:50

Presidente da Fundação Mário Leal Ferreira (FMLF), Tânia Scofield não sabia que um dos vidros que compõem a base do Cristo da Barra está quebrado. Procurada pelo Metro1, ela afirmou que o material “não chegou a ser colocado”. Fotos e relatos recebidos pelo Metro1, no entanto, mostram que a instalação da peça foi feita.

“Não vai ficar quebrado”, afirmou, ao ser informada pela reportagem.

A presidente da FMLF disse ainda que o vidro que quebrou… não quebra. “Aquele vidro ali não quebra. Você pode bater com um machado que não quebra. Agora, na hora de instalar, os operários bateram com a quina e aí aconteceu aquilo”.

Ela não quis opinar sobre a “estética” da peça, que tem sido comparada a um fusível. “Estética não é padrão. É uma coisa que depende do gosto de cada um”.

Ao anunciar as mudanças na estrutura, a prefeitura justificou a base de vidro. Segundo a administração do prefeito ACM Neto (DEM), o objetivo é falsear uma flutuação da estátua.

O monumento data de 1920, sendo, portanto, 11 anos mais antigo que o Redentor do Rio de Janeiro. A obra, cujo nome original é “Monumento a Jesus”, é do artista italiano Pasquale de Chirico, que também é responsável por outros importantes monumentos da cidade, como a estátua de Castro Alves.

Comentarios

Notícias relacionadas