Cidade

Prefeitura planeja implantar 7 linhas de BRT até 2025

O novo modal deve chegar a regiões como o Subúrbio Ferroviário, Águas Claras, Orla e Centro da cidade

[Prefeitura planeja implantar 7 linhas de BRT até 2025]
Foto : Divulgação/Semob

Por Metro1 no dia 14 de Maio de 2018 ⋅ 20:00

Outras seis linhas do BRT (sigla em inglês para "ônibus rápido") devem ser implantadas em Salvador, segundo informações da prefeitura. O novo modal deve chegar a regiões como o Subúrbio Ferroviário, Águas Claras, Orla e Centro da cidade, de acordo com o que está previsto no Plano de Mobilidade de Salvador. 

Entre 2018 e 2025, vão ser implantadas as rotas Paripe-Corsário (via Avenida 29 de Março); Lobato - Paripe - Pituaçu - Corsário - Calçada - Lobato (circular via Avenida Gal Costa); Metrô Aeroporto - Praça da Sé (via Octávio Mangabeira); Corsário - Retiro (via Avenida Magalhães Neto e Avenida Luis Eduardo Magalhães); Águas Claras - Bairro da Paz (como reforço ao itinerário da 29 de Março); e Corsário - Pituaçu - Pirajá (reforço ao itinerário da Gal Costa). 

"Vamos atingir áreas da cidade hoje não beneficiadas diretamente pelo metrô, como a Orla. Os dois modais serão totalmente integrados. Assim como o BRT será integrado ao ônibus convencional. Teremos também linhas de BRS, ônibus que irão pegar passageiros nos bairros e deixá-los no BRT, para alimentar esse sistema. Uma cidade como Salvador precisa ter modais diversificados de transporte", disse Fábio Mota, secretário de Mobilidade de Salvador.

Na primeira linha, entre a Lapa e a Rodoviária, a viagem deve durar 16 minutos, com capacidade para 340 mil usuários diariamente. No projeto estão previstas as construções de viadutos, elevados, uma ciclovia segregada, além de investimentos em macro e microdrenagem para solucionar problemas de alagamento nas avenidas Juracy Magalhães e ACM.  

O primeiro trecho já está em fase inicial de intervenção, entre o Parque da Cidade e a estação integrada com o metrô na área da rodoviária. O investimento é de R$ 212 milhões e a obra é de responsabilidade do Consórcio BRT.

Notícias relacionadas