Cidade

Estudante do Colégio Marista é suspenso após postar imagem de ataque em Columbine

Não houve ameaça, segundo instituição; PM reforçou segurança na região

[Estudante do Colégio Marista é suspenso após postar imagem de ataque em Columbine]
Foto : Reprodução

Por Juliana Almirante e Juliana Rodrigues no dia 09 de Abril de 2019 ⋅ 11:08

Um aluno do ensino médio do Colégio Marista, em Salvador, foi suspenso da unidade depois de ter postado nas redes sociais, na segunda-feira (8), uma imagem do ataque de Columbine, ocorrido em uma escola nos EUA em 1999.

De acordo com nota da unidade de ensino ao Metro1, os pais do estudante foram chamados para uma reunião, junto com o adolescente, a fim de "entender a atitude do estudante". A suspensão do aluno ocorre por tempo indeterminado.

"Mesmo avaliando que não houve ameaça, pois ele não fez qualquer tipo de declaração sobre ter uma atitude semelhante ao caso de violência mencionado em sua rede social, a instituição comunicou o Ministério Público, Conselho Tutelar e Delegacia do Adolescente", afirma o comunicado.

A Polícia Militar informou que o patrulhamento foi reforçado na região do colégio, ainda que não tenha sido acionada pela unidade escolar, como uma medida preventiva.

"Num momento em que as informações, verdadeiras ou não, circulam com uma velocidade fora do controle, o Colégio reafirma seu compromisso de estar atento a todas as manifestações e se coloca à disposição para esclarecer as dúvidas e orientar os pais e responsáveis. A escola segue sendo um lugar seguro e aberto ao diálogo", afirma a nota da instituição.

Outros casos 

A Secretaria de Segurança Público do Estado (SSP-BA) acompanha, nos últimos dias, ameaças de ataques em escolas baianas. Um estudante de 23 ans foi localizado em Ilhéus no último dia 3 por ter enviado mensagens sobre um possível ataque na Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc).

No dia 5, uma adolescente de 15 anos foi apreendida, no município de Eunápolis, após publicar mensagens em um perfil falso no Facebook, criado com o nome Guilherme Monteiro, um dos envolvidos no ataque a uma escola em Suzano, no estado de São Paulo.

Notícias relacionadas