Cidade

Ativistas farão 'Ebó Coletivo' em protesto contra Marcelle Moraes e racismo religioso

Manifestação acontece em frente à Câmara Municipal, nesta segunda

[Ativistas farão 'Ebó Coletivo' em protesto contra Marcelle Moraes e racismo religioso]
Foto : Divulgação / Frente Makota Valdina

Por Juliana Rodrigues no dia 12 de Abril de 2019 ⋅ 15:20

Além de entrarem com representação no Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA) contra a vereadora Marcelle Moraes (PV), representantes de religiões de matriz africana vão realizar, na próxima segunda (15), um protesto em frente à Câmara Municipal de Salvador (CMS).

Intitulada "Ebó Coletivo", a manifestação é organizada pela Frente Nacional Makota Valdina e tem o objetivo de representar a "determinação de lutar pela vida e dignidade do povo negro e das religiões de matriz africana", segundo o grupo.

"Não vamos arriar 'ebó', sacralizar nossos animais, seremos nós o 'ebó', a oferenda viva, a todos os que tentam marginalizar nossa cultura, nossa religião. ‘Ebó Coletivo’ é defesa. ‘Ebó Coletivo’ é dizer não aos fascistas!", disse a ialorixá Mãe Odara do Ilê Axé Onã Omí Tafá Oyá.

Notícias relacionadas