Cidade

Segunda morte por H1N1 é confirmada em Salvador

Menino de 3 anos não foi vacinado em campanha de imunização deste ano

[Segunda morte por H1N1 é confirmada em Salvador]
Foto : Erasmo Salomao / Ministério da Saúde

Por Catarina Lopes no dia 03 de Maio de 2019 ⋅ 16:20

Um menino de 3 anos foi a segunda vítima fatal da influenza H1N1 em Salvador neste ano. Após sete dias internado em um hospital da rede privada, a criança morreu em 27 de abril, e não havia sido vacinada. A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) declarou que este caso mostra a importância da vacinação dos grupos prioritários, como era o caso da vítima.

Em março, outro menino de 10 anos morreu após complicações do H1N1, e a SMS notificou 163 casos de síndrome respiratória aguda grave, que pode ser provocado por bactérias e vírus. Destes casos, dois tiveram resultado positivo para influenza B e dois para H1N1.

Neste sábado (4), das 8h às 17h, ocorre o Dia D da Campanha Naional de Vacinação contra a Influenza em Salvador. Idosos a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de seis anos, gestantes, mulheres que tiveram um filho nos últimos 45 dias, trabalhadores de saúde e professores do serviço público e privado, portadores de doenças crônicas, policiais civis, militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas podem procurar os postos de saúde da rede municipal para receber a vacina.

Notícias relacionadas