Cidade

Greve Geral: CUT admite baixa adesão e estima que ato desta manhã atraiu 10 mil pessoas

Em entrevista ao BNews, presidente da entidade na Bahia disse acreditar que o protesto previsto para a tarde atraia mais pessoas

[Greve Geral: CUT admite baixa adesão e estima que ato desta manhã atraiu 10 mil pessoas]
Foto : Leitor Metro1

Por Juliana Rodrigues no dia 14 de Junho de 2019 ⋅ 11:10

O presidente da Central Única dos Trabalhadores na Bahia (CUT-BA), Cedro Silva, estima que o primeiro ato da Greve Geral em Salvador teve adesão de 10 mil pessoas. A manifestação começou por volta das 6h na Rótula do Abacaxi e terminou às 10:30 desta sexta-feira (14), na região do Iguatemi. No entanto, para o representante do movimento, o número foi pouco expressivo.

"Muita gente hoje, pela falta de ônibus, ficou em casa. O metrô está andando esvaziado", disse, em entrevista ao BNews. Para ele, o ato que vai acontecer à tarde, com concentração na Praça do Campo Grande a partir das 15h, deve atrair cerca de 30 mil pessoas.

Além de protestar contra a reforma da Previdência, o ato trouxe reivindicações contra o bloqueio de verbas para a educação, a favor da liberdade do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e pela demissão do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, após o vazamento de mensagens em que ele, enquanto juiz, dá orientações para a força-tarefa da Operação Lava Jato.

Leia mais:

Manifestantes contra reforma da Previdência protestam na Estrada do Coco

Greve Geral: manifestantes fecham vias de acesso ao Polo Petroquímico 

Sindicalistas começam a se reunir na Rótula do Abacaxi 

Ônibus e trens não circulam em Salvador em dia de greve geral

Notícias relacionadas