Cidade

Após novo plano de demissão da Petrobras, sindicalistas organizam protesto em Salvador

Manifestação acontece nesta segunda-feira (16), em frente à Torre Pituba

[Após novo plano de demissão da Petrobras, sindicalistas organizam protesto em Salvador]
Foto : Reprodução / Google Street View

Por Adelia Felix no dia 14 de Setembro de 2019 ⋅ 12:53

Após a Petrobras anunciar a criação de planos de demissão específicos para ativos colocados à venda, como refinarias e subsidiárias, trabalhadores da estatal ligados a alguns sindicatos e associações realizam mais um protesto na próxima segunda-feira (16), a partir das 10h, em frente à Torre Pituba, em Salvador. 

Segundo a Petrobras, além da demissão, será oferecida a possibilidade de transferência para outras operações da empresa. Ainda segundo o esclarecimento, a empresa disse que o plano de pessoal para ativos à venda prevê três ferramentas: recrutamento interno, desligamento por acordo e desligamento voluntário específico para cada ativo.

No texto, a Petrobras não informou as condições estabelecidas para cada uma das alternativas. Em abril, a empresa anunciou plano de demissão voluntária para empregados que já estão aposentados pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), com estimativa de economia de R$ 4 bilhões até 2023.

Segundo o diretor de comunicação do Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro), Radiovaldo Costa, a decisão da estatal é puramente política. “Não tem embasamento técnico, nem econômico. A saída da empresa vai impactar na economia baiana, vai comprometer a arrecadação de impostos também. Além do emprego de milhares de trabalhadores”, protestou.

O sindicalista ainda afirmou que a Petrobras tem assediado moralmente os trabalhadores. “O negócio é ‘ou você entra nesse novo plano de demissão ou não sei o que vai acontecer’. A gente não conhece as vantagens desse novo plano. A Petrobras vai provocar milhares de demissão na Bahia. Serão 4 mil pessoas desempregadas”, alerta.

Além do Sindipetro Bahia, também participam da manifestação a Associação dos Trabalhadores Aposentados e Pensionistas da Petrobras (Astape), Associação Engenheiros da Petrobras (AEPET), Associação Brasileira dos Anistiados Políticos do Sistema Petrobras e Demais Empresas Estatais (Abraspet), Clube dos Empregados da Petrobras (Cepes) e Associação de Mantenedores Beneficiários da Petros (Ambep).

 

Notícias relacionadas

[Ufba fica sem luz após roubo de cabos]
Cidade

Ufba fica sem luz após roubo de cabos

Por Kamille Martinho no dia 18 de Outubro de 2019 ⋅ 14:20 em Cidade

Assessoria da universidade afirma que novo material já está sendo providenciado