Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cidade

Sonhos podem aconselhar para conduzir melhor o dia, diz neurocientista

Autor do livro “O oráculo da noite: a história e ciência do sonho”, Sidarta Ribeiro dá dicas de como se lembrar melhor dos sonhos

[Sonhos podem aconselhar para conduzir melhor o dia, diz neurocientista]
Foto : Elisa Elsie/ Divulgação

Por Juliana Almirante no dia 28 de Novembro de 2019 ⋅ 08:45

O neurocientista Sidarta Ribeiro, autor do livro “O oráculo da noite: a história e ciência do sonho”, acredita no poder dos sonhos para ajudar as pessoas a conduzir melhor a vida. 

Em entrevista à Rádio Metrópole hoje (28), ele declarou que geralmente, os sonhos são espécies de simulação do que vai acontecer no dia seguinte. 

“Nós somos seres sonhadores. Somos mamíferos, gostamos de aconchego e gostamos de dormir juntinho e de sonhar muito. Todas as noites, nos colocamos em situação de simulação do que pode acontecer amanhã. Isso nem sempre é óbvio, porque nós temos muitos problemas e o sonho vira uma colcha de retalhos. Quando a gente tem problema muito claro, ele geralmente se torna um épico em torno daquele problema. Ele pode dar muitos aconselhamentos para que a pessoa possa conduzir melhor o dia seguinte”, aponta. 

Ele diz o sonho acontece em torno de quatro a cinco vezes por noite. Para quem tem dificuldade de lembrar o que sonhou, ele recomenda que tente recordar assim que acordar. 

“Se a pessoa ficar deitada na cama e pegar uma caneta e um lápis, fizer um esforço, o sonho vem todinho”, afirma. O neurocientista acrescenta que a prática de narrar os sonhos ajuda a alimentar o hábito de recordá-los. 

“Quanto mais a pessoa se esforça para narrar o sonho, seja escrevendo, ou contar para companheiro e filhos, mais ela se se lembra. Lembrar do sonho é um reaprendizado”, declara. 

Notícias relacionadas