Cidade

Palácio da Sé é reaberto após 20 anos com exposições sobre história da Igreja Católica

Espaço tem disponibilidade para exposições itinerantes e abrigará exposições permanentes

[Palácio da Sé é reaberto após 20 anos com exposições sobre história da Igreja Católica]
Foto : Divulgação/Secom Prefeitura de Salvador

Por Danielle Campos no dia 07 de Dezembro de 2019 ⋅ 15:30

O Palácio da Sé, localizado no Centro Histórico de Salvador, foi reaberto na noite desta sexta-feira (6), após ficar 20 anos fechado. A cerimônia teve a presença do prefeito ACM Neto, do arcebispo Dom Murilo Krieger e da presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), Kátia Bogéa.

Além da abertura do espaço ao público, também foi realizada a inauguração da exposição de presépios do engenheiro e arquiteto Celso Basto de Oliva e, uma mostra de móveis dos séculos XVII e XVIII, com curadoria do antiquário Sérgio Caloula.

Segundo a Prefeitura, o prédio passou por um processo de restauração nos últimos cinco anos. O térreo do Palácio possui uma área disponível para exposições itinerantes e realização de eventos corporativos, garantindo a sustentabilidade do local. O primeiro pavimento do espaço irá abrigar a exposição permanente “A Igreja e a formação do Brasil”, com acervo próprio e bens históricos de outros prédios religiosos.

O espaço também irá abrigar a sala do Laboratório de Conservação e Restauração Reitor Eugênio Veiga (LEV), que vai expor importantes documentos históricos restaurados e uma área dedicada ao Arcebispo Sebastião Monteiro da Vide, responsável pela construção do Palácio.

Notícias relacionadas