Cidade

‘Não pagamos antecipadamente’ diz ACM Neto sobre respiradores

Prefeito evitou comentar a operação Ragnarok, da Polícia Civil da Bahia, contra a empresa Hempcare, que vendeu e não entregou respiradores ao Consórcio do Nordeste

[‘Não pagamos antecipadamente’ diz ACM Neto sobre respiradores]
Foto : Max Haack / Secom / PMS

Por João Brandão no dia 01 de Junho de 2020 ⋅ 17:02

O prefeito de Salvador, ACM Neto, evitou comentar a operação Ragnarok, da Polícia Civil da Bahia, contra a empresa Hempcare, que vendeu e não entregou respiradores ao Consórcio do Nordeste.

No entanto, o prefeito disse que a prefeitura adota um procedimento diferente do que foi adotado pelo Consórcio Nordeste. “Não tenho como avaliar operação policial, se essas empresas não tinham relacionamento com a prefeitura. Não houve por parte da prefeitura pagamento antecipado. Não pagamos equipamentos antecipadamente”, disse hoje (1), em coletiva.

De acordo com Neto, “todos os equipamenfos que compramos foram entregues”. “Houve sempre determinação que todos observassem preços de mercado. Pedi a Controladoria do Município que passasse um pente-fino em todos os processos”, afirmou.

Conforme apontam as investigações, a empresa recebeu R$ 48 milhões por um conjunto de respiradores, não os entregou e ainda não devolveu o recurso. A empresa alvo da ação se apresentava como revendedor dos produtos.

Notícias relacionadas