Cidade

Salvador tem leve aumento na taxa de ocupação dos leitos de UTI e fica 5% mais distante da flexibilização

Para liberar a fase 1 da reabertura, índice precisa se manter igual ou menor que 75% durante cinco dias consecutivos

[Salvador tem leve aumento na taxa de ocupação dos leitos de UTI e fica 5% mais distante da flexibilização]
Foto : Mateus Pereira/GOVBA

Por João Brandão no dia 09 de Julho de 2020 ⋅ 06:43

Se na terça-feira (7), quando foi anunciado o protocolo de retomada das atividades econômicas, a taxa de ocupação dos leitos de UTI para pacientes com Covid-19 era 79%, esta quarta-feira (8) fechou com 80%.

Para liberar a fase 1 da flexibilização – que inclui reabertura de shoppings, comércios de rua, templos religiosos e drive-in –, a taxa de ocupação dos leitos de UTI precisa se manter igual ou menor que 75% durante cinco dias consecutivos.

Uma das dificuldades para abaixar o número é a quantidade de pacientes que saem do interior para se internar na capital baiana. Conforme disse o prefeito ACM Neto, menos de 60% dos internados na UTI na capital baiana são moradores da capital.

Notícias relacionadas