Cidade

Policlínica de Escada terá custo a mais por 'obra complementar' e deve ficar pronta em dezembro

A Conder informou ao Metro1 que "as obras complementares são para o entorno da policlínica, principalmente, estacionamento, urbanização e paisagismo", no entanto, o valor de R$ 1,6 milhão para o serviço não está incluído no investimento inicial, de acordo com a Companhia

[Policlínica de Escada terá custo a mais por 'obra complementar' e deve ficar pronta em dezembro]
Foto : Alberto Coutinho/GOVBA

Por João Brandão no dia 15 de Setembro de 2020 ⋅ 16:00

Em 2018, a policlínica de Escada, no Subúrbio Ferroviário, começou a ser construída com investimento de R$ 12,5 milhões. Dois anos depois, a unidade de saúde deve ser entregue em dezembro deste ano com o valor um pouco maior do que a previsão. 

Conforme publicação no Diário Oficial do Estado de hoje (15), a Companhia de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia (Conder) contratou uma empresa para "obras complementares" da policlínica.

Ao Metro1, a Conder informou que "as obras complementares são para o entorno da policlínica, principalmente, estacionamento, urbanização e paisagismo", no entanto, o valor de R$ 1,6 milhão para o serviço não está incluído no investimento inicial, de acordo com a Companhia.

A unidade de saúde, que tem 3.290 metros quadrados de área, veio após manifestações da população contra a demolição da Unidade de Pronto Atendimento que era instalada na região. A prefeitura da capital será responsável pela administração e contratação dos profissionais.

Notícias relacionadas