Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cultura

'Basílicas e Capelinhas' ganhará lançamento virtual, anunciam Biaggio Talento e Helenita Hollanda

Livro que traz informações de igrejas de Salvador ganha nova edição com história sobre 43 igrejas da capital baiana

['Basílicas e Capelinhas' ganhará lançamento virtual, anunciam Biaggio Talento e Helenita Hollanda]
Foto : Metropress

Por Matheus Simoni no dia 04 de Janeiro de 2021 ⋅ 09:24

O casal de escritores Biaggio Talento e Helenita Hollanda estão próximos de lançar mais uma edição do livro "Basílicas e Capelinhas", que reúne informações sobre as igrejas da capital baiana. Em entrevista a Mário Kertész hoje (4), no Jornal da Bahia no Ar da Rádio Metrópole, eles falaram sobre o lançamento em formato e-book da obra.

"É um livro que me traz muita alegria. Quando cheguei na Bahia, sempre fui muito curiosa de ir atrás dessa história das 365 igrejas e comecei a pesquisar e ir atrás das igrejas. Esse patrimônio tem que ter uma história e uma origem, o porquê de tanto investimento. Comecei a pesquisar a história das igrejas e claro que caí na história da Bahia, do Brasil, das irmandades e da igreja", comentou Helenita Hollanda. Para Biaggio, a possibilidade de lançar no ambiente virtual expande o acesso de outras pessoas ao livro.

"Basílicas e Capelinhas" traz ainda as obras artísticas existentes nas igrejas, as restaurações e o estado de conservação delas. O livro é ilustrado com 74 fotos, textos em linguagem jornalística. 

"É um livro raro por isso. Infelizmente não tem um livro que conte a história de tantas igrejas. São 43 igrejas. Eram 42 nas edições anteriores, mas acrescentamos mais uma, que é a Igreja de Nossa Senhora da Escada. É uma das primeiras daqui. Não existia um livro que compilasse a história de tantas igrejas. Existia um projeto da prefeitura na década de 70 de ter um guia das igrejas. O estudo se amplia aos outros porque conta não só as razões delas e também os autores das obras de arte", comentou o jornalista.  

Notícias relacionadas