Sexta-feira, 28 de janeiro de 2022

Cultura

Artistas lamentam morte de Paulinho Camafeu: "Descanse em paz, amigo”

Compositor de sucessos do axé morreu nesta segunda-feira (29)

Artistas lamentam morte de Paulinho Camafeu: "Descanse em paz, amigo”

Foto: Reprodução

Por: Gabriel Amorim no dia 30 de novembro de 2021 às 07:14

A morte do compositor de sucessos do axé Paulinho Camafeu, que faleceu nesta segunda-feira (29) após uma semana internado gerou comoção entre artistas baianos. Depois da confirmação da notícia nomes da música baiana como Luiz Caldas, Daniela Mercury e Gilberto Gil utilizaram as redes sociais para lamentar a perda. 

Luiz Caldas, que junto com Camafeu escreveu ‘Fricote’, a música considerada como o marco inicial do axé, escreveu: “Que Oxalá o receba de braços abertos, meu parceiro de vários sucessos. Descanse em paz meu amigo”. Já Daniela Mercury lembrou a importância do compositor para a música da Bahia. “Adeus para nosso querido e genial músico e compositor Paulinho Camafeu, Um dos grandes do Axé. Fez tantas músicas importantes para nós. Deixa um legado de luta e beleza”, afirmou a cantora.

O imortal Gilberto Gil lembrou a oportunidade de gravar uma das composições de Camafeu. "Perdemos nosso querido amigo que me deu o prazer de gravar essa canção”, disse ao relembrar sua versão de Ilê Ayê.

O cantor e compositor Paulinho Camafeu, 73 anos, morreu nesta quinta-feira (25) no Hospital do Subúrbio, em Salvador. Ele estava internado há sete dias e, na última terça-feira (23), sofreu um infarto enquanto fazia o tratamento de hemodiálise. Precisou ser levado às pressas para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde foi entubado e acabou não resistindo. 

Um dos criadores da Axé Music, Paulinho Camafeu é coautor, ao lado de Luiz Caldas, da música Fricote, que deu início à chamada Axé Music, em 1985, no disco Magia. É também compositor da música "Que bloco é esse?", sucesso do pioneiro bloco afro Ilê Aiyê.

Nascido em Salvador, em 1948, fez parte das antigas escolas de samba e também participou dos blocos de índio, inciando a carreira artística como compositor no Apaches do Tororó. 
 

Artistas lamentam morte de Paulinho Camafeu: "Descanse em paz, amigo” - Metro 1