Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Terça-feira, 16 de abril de 2024

Cultura

Cézar Mendes faz o primeiro show de sua carreira aos 72 anos: "Depois Enfim"

"Depois Enfim" acontece no Teatro Cambará, na Casa Rosa (Rio Vermelho) e traz parcerias com Arnaldo Antunes, Caetano Veloso, Marisa Monte e outros

Cézar Mendes faz o primeiro show de sua carreira aos 72 anos: "Depois Enfim"

Foto: Jéssica Galvão/ Metropress

Por: James Martins no dia 20 de fevereiro de 2024 às 10:35

Atualizado: no dia 20 de fevereiro de 2024 às 12:27

O compositor Cézar Mendes vai fazer o primeiro show de sua vida: "Depois Enfim". A verdade é que ele já subiu no palco para dar vida a vários shows, acompanhando nomes como Adriana Calcanhotto ou os Tribalistas, mas, dessa vez, o show é dele. E, aí sim, o primeiro. Cezinha, como é conhecido no meio musical, se apresenta no dia 29 de fevereiro (quinta-feira), às 21h, no Teatro Cambará, da Casa Rosa, no Rio Vermelho.

E o fato é que trata-se de um acontecimento da maior importância, materializado inclusive na data rara, bissexta. Pois Cézar Mendes é o autor de algumas das mais belas canções da música brasileira, como "Aquele Frevo Axé", sua primeira composição, faixa-título do álbum que Gal Costa lançou em 1998, e "Carnalismo", sucesso singelo dos Tribalistas.

"O show é dedicado a Paula Lavigne, que me descobriu compositor quando me incentivou a fazer 'Aquele Frevo Axé' com Caetano. E também a João Gilberto, pela amizade e carinho", disse o músico, em conversa com o Metro1.

Pois é, o talento natural de Cézar Mendes para produzir belezas ao violão seduziu até o mestre maior, João Gilberto, que no fim da vida fez inúmeras vezes aquilo que se dizia que ele nunca fazia: saía de casa para ir visitar e ouvir Cezinha tocar. "Sem ter estudado com ninguém, ele ensina a todos. Ouve as harmonias e as reproduz sem nem pensar", escreveu Caetano sobre ele certa vez.

No show, Cézar estará acompanhado por Filipe Guedes na guitarra e Ivan Sacerdote no clarinete.

O título do espetáculo é o mesmo do álbum que ele lançou em 2018 e que tem participações de Fernanda Montenegro, Djavan, Carminho, António Zambujo, Marisa Monte (que também assina a produção) e outros. "Quando enviei, na cara e na coragem, 'Mande um Sinal' para Djavan, pra ver se ele cantaria, ele me agradeceu por tê-lo convidado para participar de um clássico", relembra, orgulhoso.

O repertório de "Depois Enfim", o show, foi escolhido pelo próprio Cezinha, junto com seu primeiro parceiro e conterrâneo santoamarense Caetano Veloso. "Ele se emocionou várias vezes", conta. A lista contém, entre outras, "Também Pede Bis", "João", "Tom de Voz" e "Tiranizar". Além das inéditas "Papel de Bobo", parceria com Arnaldo Antunes, "e uma com Tom Veloso que não tem nem título ainda".

Os ingressos custam R$ 80 e R$ 40 (meia) e estão à venda na plataforma Sympla.

SERVIÇO
O QUE: Cézar Mendes - "Depois Enfim"
ONDE: Teatro Cambará, Casa Rosa (Rio Vermelho)
QUANDO: 29 de fevereiro (quinta), às 21h
QUANTO: R$ 80 e R$ 40 (meia) - Sympla