METROPOLE

Segunda-feira, 17 de maio de 2021

Cultura

Moa do Katendê, fundador do Afoxé Badauê, é assassinado em Salvador

De acordo com o depoimento de familiares, ele foi morto após criticar o candidato à presidência Jair Bolsonaro, em um bar

Moa do Katendê, fundador do Afoxé Badauê, é assassinado em Salvador

Foto: Divulgação

Por: James Martins no dia 08 de outubro de 2018 às 09:34

Morreu na noite deste domingo (7) o Mestre Moa do Katendê, compositor, dançarino, capoeirista, ogã-percussionista, artesão e educador. Ele foi assassinado a facadas, após uma discussão política, no Bar do João, no Dique do Tororó.

Moa nasceu em Salvador em 1954 e fundou o Afoxé Badauê em maio de 1978. No ano seguinte, o bloco desfilou pela primeira vez no carnaval e Caetano Veloso gravou a música "Badauê" no disco "Cinema Transcendental".

Germinio do Amor Divino Pereira, de 51 anos, irmão de Moa, também foi atingido com um golpe de faca no braço direito durante a confusão. Ele foi conduzido ao Hospital Geral do Estado (HGE), onde permanece internado e sedado. 

Na ocorrência do posto policial do HGE, testemunhas identificaram o autor das facadas como Paulo Sergio Ferreira. O sepultamento de Moa do Katendê será às 16h desta segunda (8), no cemitério São Francisco de Assis, na Quinta dos Lázaros.

TV METRO

Entrevistas

Ceuci Nunes

Em 17 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Moa do Katendê, fundador do Afoxé Badauê, é assassinado em Salvador - Metro 1