Cultura

Escritora, atriz e roteirista Fernanda Young morre aos 49 anos

Atriz entraria em cartaz em São Paulo com a peça "Ainda nada de novo"

[Escritora, atriz e roteirista Fernanda Young morre aos 49 anos]
Foto : Reprodução / Instagram

Por Juliana Rodrigues no dia 25 de Agosto de 2019 ⋅ 11:02

A escritora, atriz, roteirista e apresentadora de TV Fernanda Young morreu aos 49 anos, na manhã de hoje (25). A informação é do jornal O Globo, do qual ela era colunista. Fernanda teve uma crise de asma, seguida de parada cardíaca, no sítio da família em Gonçalves (MG).

Ela iria entrar em cartaz em São Paulo com a peça "Ainda nada de novo", na qual contracenaria com Fernanda Nobre. A roteirista deixa o marido, Alexandre Machado, e quatro filhos.

O corpo de Fernanda será velado no Cemitério de Congonhas, na Zona Sul de São Paulo, a partir das 13h. O enterro está previsto para ocorrer as 16h no mesmo local.

Fernanda estreou como roteirista de televisão em 1995, no programa A Comédia da Vida Privada, da Rede Globo. Entre 2001 e 2003, foi roteirista da série Os Normais. Escreveu livros como "Vergonha dos Pés" (1996), "Tudo que você não soube" (2007) e "A Mão Esquerda de Vênus" (2016). Entre 2002 e 2003, apresentou o programa feminino "Saia Justa" no GNT, ao lado de Rita Lee, Mônica Waldvogel e Marisa Orth. No mesmo canal, teve o programa de entrevistas "Irritando Fernanda Young", entre 2006 e 2010. Seu último trabalho como roteirista de TV foi na série "Shippados", lançada na plataforma de streaming Globoplay. 

Na sexta (23), Fernanda usou o Instagram para fazer um desabafo sobre o governo de Jair Bolsonaro. "O que vejo? A nossa cultura material e imaterial, a nossa língua, a nossa fauna, flora, sendo esganiçada, sacaneada, por ogros maléficos. Estamos virando uma gente porcaria, afinal 'piorar é mais fácil'! E fica tão claro o oportunismo das ratazanas sorrateiras, que veem na 'loucura do criador', achando-nos dispersos, irresponsáveis, ricos, nesgas para sermos passados para trás! Comigo, não! Não! Sei reconhecer um lápis meu em meio a um milhão! Não estive 'calada nos últimos 14 anos', não aceito desaforo! Sou uma mulher de 50 anos que sonhou alto e realizou muito. E estou longe de encerrar a minha jornada nessa orbe! Aos que se interessam: bom proveito. Para os outros: estou pouco me lixando!", escreveu.

Notícias relacionadas