Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Economia

Novo programa de corte de salário e jornada funcionará com um ‘seguro-emprego’, diz Guedes

Ministro não disse, no entanto, quando o governo irá anunciar a medida que, em 2020, atingiu cerca de 10 milhões de trabalhadores

[Novo programa de corte de salário e jornada funcionará com um ‘seguro-emprego’, diz Guedes ]
Foto : José Cruz/Agência Brasil

Por Luciana Freire no dia 11 de Março de 2021 ⋅ 18:22

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse hoje (11) que o novo programa que irá permitir o corte de salários e de jornada de trabalho de empregados irá funcionar como um “seguro-emprego”.

"Nós temos o seguro-desemprego. A pessoa é mandada embora, e o governo dá R$ 1.000 como seguro-desemprego. Por que não dar R$ 500 para ter um seguro-emprego? Invés de esperar alguém ser demitido e dar R$ 1.000, vamos evitar a demissão pagando os R$ 500 antes. Invés de uma cobertura de quatro, cinco meses, como é hoje o seguro-desemprego, vamos fazer uma cobertura de 11, 12 meses, pela metade do custo", disse Guedes, durante evento com parlamentares ligados a pequenas empresas.

O ministro não disse quando o governo irá anunciar a medida que, em 2020, atingiu cerca de 10 milhões de trabalhadores.

Notícias relacionadas