Economia

Receita confirma Imposto de Renda de 25% sobre remessas ao exterior

Uma instrução normativa da Receita Federal, anunciada nesta terça-feira (26), informa que a alíquota de 25% do Imposto de Renda sobre remessas ao exterior para pagamento de prestação de serviços relacionados a viagens de turismo, negócios, serviço, treinamento ou missões oficiais já vale, retroativamente, desde o dia 1º de janeiro. O índice influi em despesas com hotéis, transporte para outros países e hospedagem. [Leia mais...]

[Receita confirma Imposto de Renda de 25% sobre remessas ao exterior]
Foto : Reprodução/Guardian

Por Felipe Paranhos no dia 26 de Janeiro de 2016 ⋅ 21:13

Uma instrução normativa da Receita Federal, anunciada nesta terça-feira (26), informa que a alíquota de 25% do Imposto de Renda sobre remessas ao exterior para pagamento de prestação de serviços relacionados a viagens de turismo, negócios, serviço, treinamento ou missões oficiais já vale, retroativamente, desde o dia 1º de janeiro. O índice influi em despesas com hotéis, transporte para outros países e hospedagem.

Até ano passado, pagamentos de negócios, de educação e de turismo eram isentos até gastos de R$ 20 mil por mês. Para agências de viagem, o limite era de R$ 10 mil.

A cobrança do imposto de renda não vai existir para remessas ao exterior com fins educacionais, científicos ou culturais, para despesas médicas fora do país e para o pagamento de taxas escolares, de inscrição em congressos ou eventos semelhantes. Uma alíquota de IR de 15% vai incidir sobre os rendimentos de companhias aéreas e marítimas.

Notícias relacionadas

[Governo bloqueará R$ 3 bilhões do orçamento]
Economia

Governo bloqueará R$ 3 bilhões do orçamento

Por Kamille Martinho no dia 21 de Maio de 2019 ⋅ 19:30 em Economia

Técnicos da equipe econômica estimavam que seria necessário segurar de R$ 5 bilhões a R$ 10 bilhões dos gastos previstos para o ano

[Rival da Uber é processada por investidores]
Economia

Rival da Uber é processada por investidores

Por Leo Sousa no dia 18 de Maio de 2019 ⋅ 18:45 em Economia

Lyft teve desvalorização brusca das ações; acionistas acusam a empresa de fornecer informações enganosas