Sábado, 02 de julho de 2022

Economia

Preço de combustíveis não tem previsão de queda, considera especialista Roberto Ramos

O engenheiro e especialista em óleo e gás Roberto Ramos conversou com Mario Kertész, no Jornal da Metropole no Ar

Preço de combustíveis não tem previsão de queda, considera especialista Roberto Ramos

Foto: Reprodução

Por: Maria Clara Andrade no dia 19 de maio de 2022 às 13:08

Em entrevista à Rádio Metropole, o engenheiro e especialista em óleo e gás Roberto Ramos, ex-presidente da Odebrecht, analisou, nesta quinta-feira (19), os constantes aumentos no valor dos combustíveis e a responsabilidade da Petrobrás sobre isso. 

Ramos não vê perspectiva de alívio no bolso do consumidor brasileiro. Segundo ele, o "aumento é estrutural, não conjuntural". Ou seja, apesar da influência da invasão da Rússia à Ucrânia nesse aumento, existe uma queda de produção e aumento do consumo do petróleo. "O preço do petróleo está alto e vai continuar alto", afirmou.

Questionado por Mario Kertész sobre a possibilidade da Petrobras diminuir sua margem de lucro, Ramos explicou que essa sugestão poderia criar um "desequilíbrio". "O Brasil, apesar de ser produtor e exportador de petróleo, não é autossuficiente em todos os seus derivados. O Brasil importa diesel, gasolina e querosene de aviação". 

Ramos ainda acrescentou que, apesar de a Petrobrás ter registrado um lucro recorde, comparada com outras companhias, "não foi um lucro tão fantástico assim". 
 

Preço de combustíveis não tem previsão de queda, considera especialista Roberto Ramos - Metro 1