Economia

Em Nova York, Meirelles diz que a “pior recessão da história” no Brasil acabou

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta quarta-feira (20), em evento promovido pelo jornal Finantial Times, em Nova York, que a “pior recessão da história” no Brasil acabou e, com isso, este é o momento certo de investir no país.[Leia mais...]

[Em Nova York, Meirelles diz que a “pior recessão da história” no Brasil acabou]
Foto : Agência Brasil

Por Paloma Morais no dia 20 de Setembro de 2017 ⋅ 15:07

O ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, afirmou nesta quarta-feira (20), em evento promovido pelo jornal Finantial Times, em Nova York, que a “pior recessão da história” no Brasil acabou e, com isso, este é o momento certo de investir no país.

“Agora é o momento que a economia vai começar a crescer, mas os preços ainda não refletem essa retomada”, afirmou o ministro. De acordo com Meirelles, medidas tomadas no governo de Temer como a aprovação da reforma trabalhista, o estabelecimento de um teto para os gastos públicos e a proposta de uma taxa de juros do Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) mais ajustada ao mercado, foram fatores que contribuíram na melhora da situação do país. Ainda segundo ele, a possível aprovação da reforma da Previdência também será positiva. “Os agentes econômicos estão confiantes que estamos no trilho certo e a economia vai continuar crescendo”, disse.

Questionado sobre um vídeo que circulou nas redes sociais onde ele aparece pedindo orações ao brasileiros para a geração de emprego e pela economia, o ministro disse que é necessário “juntar todo o apoio” da sociedade. “Evidentemente, eu falo muito para homens de negócios, banqueiros e investidores. Estou sempre falando com esses grupos. Decidi que também era um momento de falar com outras partes da sociedade também”, contou.

Notícias relacionadas

[Caixa e BB iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep]
Economia

Caixa e BB iniciam pagamento de cotas do PIS/Pasep

Por Metro1 no dia 19 de Agosto de 2019 ⋅ 17:20 em Economia

Mais de 11 milhões de beneficiários terão acesso ao benefício, pago a quem trabalhou com carteira assinada entre 1971 e 4 de outubro de 1988

[PIS/Pasep é liberado para os nascidos em agosto]
Economia

PIS/Pasep é liberado para os nascidos em agosto

Por Juliana Rodrigues no dia 16 de Agosto de 2019 ⋅ 12:40 em Economia

No caso do PIS, valor total disponibilizado para os nascidos em agosto é de R$ 1,4 bilhão, para 1,6 milhão de beneficiários