Economia

Economia do Brasil deve continuar crescendo lentamente, aponta pesquisa

Dados do Indicador Antecedente Composto da Economia (Iace), estudo feito pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), apontam que a economia brasileira registrou alta de 0,6% em outubro em relação ao mês de setembro, chegando aos 110,9 pontos. A medição avalia as mais importantes ações do mercado de capitais, títulos públicos e pesquisas de sondagem da confiança de empresários e consumidores.[Leia mais...]

[Economia do Brasil deve continuar crescendo lentamente, aponta pesquisa]
Foto : Agência Brasil

Por Paloma Morais no dia 16 de Novembro de 2017 ⋅ 19:35

Dados do Indicador Antecedente Composto da Economia (Iace), estudo feito pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre/FGV), apontam que a economia brasileira registrou alta de 0,6% em outubro em relação ao mês de setembro, chegando aos 110,9 pontos. A medição avalia as mais importantes ações do mercado de capitais, títulos públicos e pesquisas de sondagem da confiança de empresários e consumidores.

Dos oito componentes do Iace, a maior participação veio do Índice de Expectativas do Setor de Serviços, que teve alta de 2,3%. Já em relação ao Indicador Coincidente Composto da Economia (ICCE) do Brasil, que analisa o momento atual da economia, houve uma queda de 0,1%, ficando em 99,5 pontos. Mas para o economista Paulo Picchetti, responsável pela pesquisa, isso não representa real queda, mas um ritmo mais lento. “O resultado demonstra a lentidão da retomada no nível de atividade. Mas, ainda que lentamente, esta recuperação deve ter prosseguimento, como apontado pelo Iace”, afirma ele.

Notícias relacionadas