Economia

Ministro diz que governo não cogita cortar impostos para conter preço dos combustíveis

Os tributos correspondem a 45% do preço da gasolina

[Ministro diz que governo não cogita cortar impostos para conter preço dos combustíveis]
Foto : Marcos Santos/USP Imagens

Por Metro1 no dia 11 de Maio de 2018 ⋅ 17:20

O ministro da Fazenda, Eduardo Guardia, afirmou hoje (11) que, devido à crise fiscal, o governo não pode abrir mão da arrecadação de impostos para conter a alta de preço dos combustíveis. Segundo dados da Petrobras, os tributos correspondem a 45% do preço da gasolina.

Depois da mudança na política de reajuste e do aumento da tributação, em julho de 2017, o preço da gasolina subiu 20,4% e o diesel 18,15%. No acumulado de 2018, a gasolina já avançou 3,07% e o diesel subiu 5,08%.

Os tributos federais foram elevados ao limite máximo permitido pela lei. Além dos impostos cobrados pela União, também há incidência sobre os combustíveis do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), taxação estadual.

Notícias relacionadas

[Comércio varejista cresce 1% em julho, diz IBGE]
Economia

Comércio varejista cresce 1% em julho, diz IBGE

Por Juliana Rodrigues no dia 11 de Setembro de 2019 ⋅ 13:20 em Economia

Segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), sete das oito atividades pesquisadas tiveram alta nas vendas