Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Economia

Boeing corta produção do 737 MAX após acidentes com modelo

A produção mensal será reduzida de 52 aviões para 42 a partir deste mês

[Boeing corta produção do 737 MAX após acidentes com modelo]
Foto : Reprodução/Flickr

Por Kamille Martinho no dia 07 de Abril de 2019 ⋅ 09:00

A Boeing anunciou na última sexta-feira (5) que planeja reduzir a produção mensal do jato 737 MAX em quase 20% após dois acidentes fatais com o modelo do avião.

A produção mensal será reduzida de 52 aviões para 42 a partir deste mês, informou a empresa, sem mencionar um prazo para a normalização.

O presidente-executivo da Boeing, Dennis Muilenburg, disse nesta sexta-feira que a companhia agora sabe a cadeia de eventos que causou ambos os desastres, em que uma ativação errada do sistema antiestol MCAS é um "elo comum" entre os casos.

Autoridades dos Estados Unidos e de companhias aéreas acreditam que o avião pode ficar em terra por pelo menos dois meses, mas o aumento desse prazo é uma possibilidade. 

Notícias relacionadas