Economia

Joaquim Levy está com a 'cabeça a prêmio' no BNDES, diz Bolsonaro

Presidente criticou nomeação de diretor que já trabalhou em governos petistas

[Joaquim Levy está com a 'cabeça a prêmio' no BNDES, diz Bolsonaro]
Foto : Antonio Cruz/Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 16 de Junho de 2019 ⋅ 08:00

O presidente Jair Bolsonaro declarou ontem (15) que o presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Joaquim Levy, está com a “cabeça a prêmio”. 

O mandatário ainda ameaçou demitir Levy amanhã (17) caso não suspendesse a nomeação do advogado Marcos Barbosa Pinto - que já trabalhou em governos do PT - para o cargo de diretor de mercado de capitais do banco.

“Levy nomeou Marcos Pinto para função no BNDES. Já estou por aqui com o Levy”, afirmou Bolsonaro, sem ser questionado, em conversa com jornalistas, ao sair do Palácio do Alvorada, em Brasília, antes de embarcar para Santa Maria (RS).

“Falei para ele: ‘Demite esse cara na segunda ou eu demito você sem passar pelo Paulo Guedes (ministro da Economia)”, completou o presidente.

De acordo com o jornal Estado de S. Paulo, depois das declarações, Pinto encaminhou uma carta de renúncia a Levy. Ao G1, Guedes afirmou que considera estar em “sintonia” com Bolsonaro neste caso. “Existe sintonia. Eu entendo a angústia do presidente. É algo natural ele se sentir agredido quando o presidente do BNDES coloca na diretoria do banco nomes ligados ao PT”, disse.  

Pinto foi chefe de gabinete de Demian Fiocca na presidência do BNDES (2006-2007). Fiocca era considerado, no governo federal, um homem de confiança de Guido Mantega, ministro da Fazenda nos governos do ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. 

Levy também foi ministro da Fazenda de Dilma entre janeiro e dezembro de 2015. A assessoria do BNDES informou que ele passou o dia na região serrana do Rio e deverá se manifestar hoje (16).

Ainda segundo a reportagem, Gustavo Franco, ex-Banco Central, e Salim Mattar, secretário de Guedes, são cotados para assumir o lugar de Levy.

Notícias relacionadas

[Setor de serviços cai 0,2% em agosto, diz IBGE]
Economia

Setor de serviços cai 0,2% em agosto, diz IBGE

Por Juliana Rodrigues no dia 11 de Outubro de 2019 ⋅ 11:20 em Economia

Índice representa o quinto resultado negativo registrado em 2019 e foi puxado pela queda nas atividades ligadas aos transportes

[Vendas do varejo caem -1,0% de julho para agosto na Bahia]
Economia

Vendas do varejo caem -1,0% de julho para agosto na Bahia

Por Juliana Almirante no dia 10 de Outubro de 2019 ⋅ 12:40 em Economia

Resultado foi alcançado na série livre de influências sazonais, depois do crescimento de 2,4% que havia sido registrado na passagem entre junho para julho