Economia

Prévia da inflação na RMS atinge menor índice do ano

De acordo com o IBGE, IPCA-15 ficou em 0,03%, abaixo do índice nacional (0,06%); alimentos puxaram desaceleração

[Prévia da inflação na RMS atinge menor índice do ano]
Foto : Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 25 de Junho de 2019 ⋅ 13:20

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), que funciona como uma prévia da inflação oficial, apresentou desaceleração em junho e ficou em 0,03% na Região Metropolitana de Salvador (RMS), segundo dados divulgados hoje (25) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É a segunda deflação consecutiva para o IPCA-15, que teve o menor aumento dentre as 11 áreas investigadas pelo IBGE e ficou abaixo do índice nacional (0,06%).

A prévia da inflação foi também a menor para um mês de junho desde o início da série regional do IPCA-15, em 2012, e o menor índice registrado neste ano na RMS. Com o resultado de junho, o indicador acumula alta de 2,62% no primeiro semestre do ano de 2019, ainda acima da média nacional (2,33%). Já nos 12 meses encerrados em junho, o IPCA-15 está em 3,43%, desacelerando em relação ao acumulado até maio (4,51%). É o terceiro menor acumulado em 12 meses dentre as áreas investigadas, acima apenas de Brasília (3,29%) e da RM Curitiba (3,26%) e abaixo da média nacional (3,84%).

A desaceleração na Região Metropolitana de Salvador foi puxada pelo grupo de alimentos (-0,69%), seguindo a tendência nacional. Na RMS, a retração dos alimentos foi puxada pela alimentação em casa (-1,19%), com fortes recuos nos preços médios de produtos como a cebola (-11,13%), a batata-inglesa (-22,85%) e o tomate (-16,28%). Já os segmentos de Habitação (0,56%) e Vestuário (0,99%) foram as principais pressões inflacionárias.

Notícias relacionadas