Economia

Preço de alimentos dispara após coronavírus, diz IBGE

As maiores altas foram computadas em produtos como cenoura (20,39%) e cebola (20,31%)

[Preço de alimentos dispara após coronavírus, diz IBGE]
Foto : Arquivo/ Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 09 de Abril de 2020 ⋅ 13:20

O preço dos alimentos disparou no mês passado e fechou em alta de 1,13%, comparado aos 0,11% registrados em fevereiro.

A informação foi divulgada hoje (9) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Os aumentos de preço ocorrem em um momento de dificuldades para os brasileiros que são afetadas pela crise do novo coronavírus.

O maior impacto foi sobre os produtos relacionados à alimentação em domicílio, que acelerou de 0,22% para 1,40% em março. 

As maiores altas foram computadas em produtos como cenoura (20,39%), cebola (20,31%), tomate (15,74%), batata-inglesa (8,16%) e ovo (4,67%).

O aumento dos preços foi responsável por manter a inflação no terreno positivo, mesmo com a queda dos preços dos combustíveis e das passagens aéreas. 

No mês passado, o índice oficial de inflação do país (IPCA), ficou em 0,07%, contra 0,25% do mês anterior. Foi o menor resultado registrado em março desde o Plano Real.

Notícias relacionadas

[Guedes defende saída da 'letargia econômica' em dois estágios]
Economia

Guedes defende saída da 'letargia econômica' em dois estágios

Por Luciana Freire no dia 29 de Maio de 2020 ⋅ 14:40 em Economia

Para o ministro no início da crise provocada pelo novo coronavírus, as ações se concentraram na questão da saúde, “a primeira onda que o país precisou enfrentar. Agora, a...