Economia

Gol, Latam e Azul aderem a pacote de socorro coordenado pelo BNDES

Presidente do BNDES evitou citar valores e condições; segundo fontes do jornal Estado, ao longo da semana estimaram o pacote entre R$ 4 bilhões e R$ 7 bilhões

[Gol, Latam e Azul aderem a pacote de socorro coordenado pelo BNDES]
Foto : Divulgação

Por Luciana Freire no dia 15 de Maio de 2020 ⋅ 17:20

As três principais companhias aéreas do País, Gol, Latam e Azul, aderiram na ontem (14), à proposta de socorro de um sindicato de bancos, informou o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que coordena as instituições. A informação foi divulgada pelo jornal Estado de S. Paulo.

Foi o pontapé inicial no apoio aos setores mais afetados pela pandemia do novo coronavírus. Ao anunciar a adesão das companhias aéreas, em teleconferência com jornalistas na manhã de hoje (15), o presidente do BNDES, Gustavo Montezano evitou citar valores e condições. Segundo fontes do jornal Estado, ao longo da semana estimaram o pacote entre R$ 4 bilhões e R$ 7 bilhões.

O próximo da fila é o setor elétrico, mas o pacote, inicialmente estimado em R$ 50 bilhões, poderá ficar abaixo de R$ 20 bilhões e pode deixar de fora as montadoras de automóveis e o varejo não alimentício.

Notícias relacionadas