Economia

Nível de 2,25% para Selic não é um limite que 'não podemos cruzar', diz diretor do BC

Em seu último encontro, o Comitê de Política Monetária (Copom) baixou a taxa Selic para 3% ao ano, novo piso histórico

[Nível de 2,25% para Selic não é um limite que 'não podemos cruzar', diz diretor do BC]
Foto : Divulgação

Por Luciana Freire no dia 03 de Junho de 2020 ⋅ 15:00

O diretor de Política Econômica do Banco Central (BC), Fábio Kanczuk, disse hoje (3), que uma taxa básica de juros, a Selic, em 2,25% não é um limite para o Banco Central. Declaração foi feita em uma transmissão ao vivo da Câmara Americana de Comércio.

Em seu último encontro, o Comitê de Política Monetária (Copom) baixou a taxa Selic para 3% ao ano, novo piso histórico, e informou que em sua próxima reunião, marcada para meados de junho, considerava um último corte "não maior do que o atual [que foi de 0,75%], para complementar o grau de estímulo necessário como reação às consequências econômicas da pandemia da Covid-19".

"Eu diria que não vejo a taxa de 2,25% como algo que está escrito em uma pedra, algo já fixado, que já temos em mente que não podemos cruzar. Nós vimos membros diferentes do Copom fazendo cálculos diferentes", afirmou o diretor do BC.

A redução na Selic é utilizada como uma forma de estimular a economia.

Notícias relacionadas

[Dólar recua 0,54% nesta sexta e fecha a R$ 5,31]
Economia

Dólar recua 0,54% nesta sexta e fecha a R$ 5,31

Por Luciana Freire no dia 03 de Julho de 2020 ⋅ 20:30 em Economia

Devido ao feriado nos Estados Unidos, o pregão foi marcado pelo baixo nível de liquidez; dólar turismo recuou 0,7% cotado a R$ 5,61