Economia

Dívida brasileira deve subir o dobro da dos demais países emergentes, afirma Tesouro

Devido a pandemia do novo coronavírus, a dívida bruta brasileira deve somar 96% do PIB ao fim de 2020

[Dívida brasileira deve subir o dobro da dos demais países emergentes, afirma Tesouro]
Foto : Marcos Santos/USP Imagens

Por Luciana Freire no dia 10 de Junho de 2020 ⋅ 21:00

O subsecretário de Planejamento Estratégico da Política Fiscal do Tesouro Nacional, Pedro Jucá Maciel informou hoje (10) que a dívida bruta brasileira deve subir o dobro da média dos demais países emergentes neste ano como consequência dos efeitos econômicos da pandemia. A informação foi divulgada pelo G1.

De acordo com Pedro Jucá a dívida bruta brasileira, considerando a projeção de queda do PIB de 6,5% do mercado financeiro, deve somar 96% do PIB ao fim de 2020, uma alta de 20 pontos percentuais do Produto Interno Bruto (PIB).

"O governo brasileiro não poupou recursos para combater a pandemia e essa conta vai ser paga no futuro [com aumento da dívida pública]. Não existe lanche de graça e o espaço, cada vez que se adicionar novas medidas, aumenta a conta a ser paga. Dado o aumento de endividamento na comparação internacional, o espaço está muito limitado para mediadas de combate ao coronavírus", disse Jucá Maciel em uma videoconferência.

Notícias relacionadas