Economia

Controladora da Ricardo Eletro fecha lojas e pede recuperação judicial

Mais de 600 lojas físicas foram fechadas no país; dívida soma R$ 4 bilhões

[Controladora da Ricardo Eletro fecha lojas e pede recuperação judicial]
Foto : Divulgação

Por Danielle Campos no dia 08 de Agosto de 2020 ⋅ 07:30

A empresa Máquina de Vendas, controladora da marca Ricardo Eletro, entrou com um pedido de recuperação judicial nesta sexta-feira (7), em decorrência de uma dívida acumulada no valor de R$ 4 bilhões. O pedido foi protocolado na 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais de São Paulo.

Através de nota, a empresa disse que o processo de retomada pós-crise foi interrompido por conta da pandemia de Covid-19 e, com isso, "a Máquina de Vendas entende que está no caminho certo e vê a recuperação judicial como um momento transitório na jornada de reconstrução do seu negócio", diz o comunicado. 

Em julho, Ricardo Nunes, fundador da Ricardo Eletro, foi preso em São Paulo, investigado na operação "Direto com o dono", de combate à sonegação fiscal e lavagem de dinheiro em Minas Gerais. De acordo com os investigadores, aproximadamente R$ 400 milhões de impostos da rede varejista foram embutidos no preço dos produtos, mas não era repassado ao estado. 

A Ricardo Eletro anunciou o fechamento de mais de 600 lojas físicas no país, e agora aposta nos canais digitais. 

Notícias relacionadas