Economia

Petrobras bate recorde mundial de regaseificação

O gás natural é transformado em líquido para ser estocado e a regaseificação é o retorno ao estado gasoso

[Petrobras bate recorde mundial de regaseificação]
Foto : Arquivo/ Agência Brasil

Por Kamille Martinho no dia 17 de Setembro de 2020 ⋅ 13:40

A Petrobras informou hoje (17) que realizou a maior operação de regaseificação de gás natural liquefeito (GNL) em uma unidade flutuante (FSRU). A operação foi feita no terminal da Baía de Guanabara, no Rio de Janeiro, onde foram processados 30 milhões de metros cúbicos de gás natural por dia. As informações são da Agência Brasil.

O gás natural é transformado em líquido para ser estocado e a regaseificação é o retorno ao estado gasoso. A operação foi parte de um teste para verificar a aptidão do terminal de ampliar sua capacidade operacional de 20 milhões para 30 milhões de metros cúbicos por dia..

O gasoduto integrante do terminal tem 15 quilômetros (km) de extensão, sendo 10 km submarinos e 5 km terrestres, e 28 polegadas de diâmetro, interligando o TR-BGUA à estação de recebimento de Campos Elíseos, onde ocorre a interconexão com a malha integrada de gasodutos de transporte.

Notícias relacionadas