Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Esportes

Apoiadores de Paulo Carneiro deixam gestão do Vitória

Vice-presidente do clube apresentou licença do cargo; Manoel Matos rompe, critica “atitude exclusivista" de presidente e diz que gestão não tem credibilidade

[Apoiadores de Paulo Carneiro deixam gestão do Vitória]
Foto : Maurícia da Matta/ECV

Por Matheus Simoni no dia 03 de Fevereiro de 2021 ⋅ 20:37

Após se livrar do rebaixamento para a Série C e garantir mais um ano na segunda divisão, o Vitória passou a viver uma crise interna. Desde o início desta quarta-feira (3), os bastidores do clube indicaram um rompimento dos principais apoiadores da gestão de Paulo Carneiro, presidente da agremiação. O vice-presidente Luiz Henrique Viana pediu um afastamento do Vitória através de uma licença de 90 dias por ordem pessoal.

De acordo com o site Arena Rubro-Negra, a motivação não foi esclarecida, se médica ou não, porém é particular. Viana não tinha papel de destaque no clube e chegou a assumir a frente da gestão após Paulo Carneiro ser suspenso das funções no Vitória, após atos como invasão de campo e ameaça de agressão a um atleta adversário.

Na tarde de hoje, o ex-presidente do Vitória e um dos apoiadores da gestão Manoel Matos divulgou uma carta onde comunicou sua decisão de romper com Paulo Carneiro. No comunicado, o ex-dirigente, que foi vice-presidente na gestão de Raimundo Viana, disse discordar do que chamou de "atitude exclusivista do conhecimento concentrado em uma única pessoa".

"Assim sendo, surpreendido em razão de recentes decisões administrativas tomadas do clube, que considero altamente danosas à instituição, pessoalmente informei aos atuais gestores a minha discordância e, não restando outra alternativa, a consequente retirada de apoio a atual diretoria, posição essa que a torno pública em razão do respeito aos rubro-negros para os quais pedi que confiassem nesse projeto que hoje é despido de qualquer credibilidade", informou.

Presidente isolado

O isolamento de Paulo Carneiro no Vitória ocorre em função dos fracassos na presidência do clube. Pelo segundo ano consecutivo, o rubro-negro brigou contra o rebaixamento até as últimas rodadas da Série B. Na temporada passada, que foi finalizada somente em 2021 em função da pandemia de coronavírus, o Vitória se safou na penúltima rodada do Brasileirão.

Eleita em 2019, a gestão de Paulo Carneiro contabilizou sete treinadores em pouco mais um ano e oito meses no comando do Leão da Barra, sendo cinco técnicos somente no ano de 2020.  

No ano passado, o ex-presidente do clube e então apoiador Alexi Portela já havia direcionado críticas à forma de Paulo Carneiro dirigir o clube. Segundo Manoel Matos, no entanto, tanto Portela como o também ex-presidente Ademar Lemos seguem tentando furar o que ele chamou de "gestão personalista do atual Presidente nas tomadas de decisão fundamentais ao Clube e, até mesmo, a manutenção de sua existência".

Notícias relacionadas

[Flamengo é campeão brasileiro de 2020]
Esportes

Flamengo é campeão brasileiro de 2020

Por Matheus Simoni no dia 25 de Fevereiro de 2021 ⋅ 23:38 em Esportes

Time carioca disputou até o último minuto com o Internacional, que ficou distante do título por apenas um gol