Segunda-feira, 08 de agosto de 2022

Esportes

De forma inédita, atleta baiano conquista mundial de BMX na França

Jaldo Caribé é primeiro atleta do Nordeste a conquistar título

De forma inédita, atleta baiano conquista mundial de BMX na França

Foto: Arquivo pessoal

Por: Adele Robichez no dia 31 de julho de 2022 às 12:27

O baiano Jaldo Caribé, de 22 anos, levou a medalha de ouro no Campeonato Mundial de BMX deste ano, realizado em Nantes, na França. Campeão na categoria “Cruise”, para competidores entre 17 e 24 anos, o jovem é o primeiro atleta do Nordeste a conquistar o título.

Caribé é também bicampeão brasileiro, campeão sul-americano e pan-americano do esporte praticado com bicicletas especiais. O BMX, ou bicicross, é uma espécie de corrida em pistas de terra. O atleta participou da competição internacional na última terça-feira (26). 

Ao Metro1, Caribé contou que começou a andar de bicicleta ainda bebê na carona do pai, no Parque de Pituaçu. Mais velho, se encantou com a pista de bicicross de Patamares e insistiu para que os pais o levassem. A partir daí, ele começou a crescer no esporte e participar, de forma bem sucedida, de vários campeonatos.

Quando tinha 13 anos, o seu pai foi diagnosticado com um câncer no fígado, já em fase avançada. Um ano depois, em abril de 2014, faleceu. Devido à morte do pai, o jovem diminuiu a intensidade dos treinos. Em 2017, por causa do estudos, parou completamente.

Foi apenas em 2020 que Caribé, motivado por um grupo chamado “Cachorro velho”, constituído por pilotos e atletas do BMX de Salvador desde a década de 80, voltou com tudo ao esporte. “Eles conheceram o meu pai, me viram crescer no esporte. Fizeram o ‘resgate do soldado Jaldo’”, relembrou.

Hoje, com a medalha de ouro, Caribé homenageia o pai. “Quando estava perto da linha de chegada, vi que já estava bem adiantado, não acreditava que isso estava acontecendo, imaginava que se meu pai estivesse vendo, seria muito especial para nós dois. Mas acredito que ele viveu isso de alguma forma comigo. É muita emoção e é triste não ter ele aqui, mas a vida é assim”, declarou.

Caribé recebe apoio do programa estadual de incentivo ao esporte, o Bolsa Esporte, através do qual conseguiu as passagens para a França e a hospedagem no local. Os demais custos foram arrecadados a partir de uma vaquinha. Ele é treinado por Leonardo Gonçalves, a quem expressou muita gratidão.

De forma inédita, atleta baiano conquista mundial de BMX na França - Metro 1