Esportes

Conmebol pune Neymar e jogador fica fora da Copa América

Após reunião nesta sexta-feira (19) para decidir sobre o julgamento da expulsão de Neymar na partida contra a Colômbia, a Conmebol decidiu punir o jogador quatro jogos de suspensão. O Comitê Disciplinar da entidade decidiu pela pena após o camisa 10 levar cartão vermelho no final da partida contra a seleção colombiana, na última quarta-feira (17). [Leia mais...]

[Conmebol pune Neymar e jogador fica fora da Copa América]
Foto : Reprodução

Por Matheus Simoni no dia 19 de Junho de 2015 ⋅ 19:11

Após reunião nesta sexta-feira (19) para decidir sobre o julgamento da expulsão de Neymar na partida contra a Colômbia, a Conmebol decidiu punir o jogador com quatro jogos de suspensão. O capitão da seleção brasileira ficará de fora do restante do torneio até que o recurso de defesa seja julgado. Caso a CBF apresente recurso, a pena pode ser reduzida para três jogos. O Comitê Disciplinar da entidade decidiu pela pena após o camisa 10 levar cartão vermelho no final da partida contra a seleção colombiana, na última quarta-feira (17).

Neymar já tinha tomado um cartão amarelo, ficando, assim, suspenso da partida contra a Venezuela. Porém, o atacante se envolveu em uma confusão com os jogadores da Colômbia depois do apito final e acabou punido com a expulsão. A Conmebol também puniu o colombiano Bacca por dois jogos de suspensão. O atacante se envolveu na discussão ao final do jogo e empurrou Neymar após uma discussão.

Notícias relacionadas

[Carol Solberg recorre de advertência ao Pleno do STJD]
Esportes

Carol Solberg recorre de advertência ao Pleno do STJD

Por Luciana Freire no dia 19 de Outubro de 2020 ⋅ 22:00 em Esportes

Na última terça (13), em julgamento em primeira instância, ela foi condenada, por três votos a dois, por descumprir regulamento, ao falar "Fora Bolsonaro" após uma partid...

[Santos e Robinho anunciam suspensão de contrato ]
Esportes

Santos e Robinho anunciam suspensão de contrato

Por Luciana Freire no dia 16 de Outubro de 2020 ⋅ 19:22 em Esportes

Decisão se dá depois da pressão de conselheiros e patrocinadores após a divulgação de diálogos em que o jogador Robinho relata estupro que teria sido cometido por ele