METROPOLE

Sábado, 15 de maio de 2021

Esportes

Justiça do RJ nega habeas corpus a lutador marroquino suspeito de estupro

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) negou o habeas corpus do boxeador do Marrocos Hassan Saada, de 22 anos, preso por suspeita de estupro, na última sexta-feira (5). O atleta teria praticado o crime contra duas camareiras brasileiras que trabalham na Vila dos Atletas, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. [Leia mais...]

Justiça do RJ nega habeas corpus a lutador marroquino suspeito de estupro

Foto: Reprodução G1/Gabriel Barreira

Por: Jessica Galvão no dia 06 de agosto de 2016 às 14:31

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJ-RJ) negou o habeas corpus do boxeador do Marrocos Hassan Saada, de 22 anos, preso por suspeita de estupro, na última sexta-feira (5). O atleta teria praticado o crime contra duas camareiras brasileiras que trabalham na Vila dos Atletas, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio.

O pedido foi indeferido pelo desembargador Wilson do Nascimento Reis indeferiu na madrugada deste sábado (6), segundo o G1. Na decisão, que saiu no plantão judiciário, o desembargador disse que não encontrou irregularidade na prisão que justificasse o deferimento do habeas corpus.

De acordo com o advogado de defesa Paulo Freitas Ribeiro, Hassan está fora da Olimpíada. Ainda segundo Ribeiro, ele iria disputar o ringue, neste sábado (6), com o turco Nadir Mehmet Unal, porém não há mais possibilidade de recorrer da decisão para garantir que ele permaneça na competição.

TV METRO

Entrevistas

Alice Portugal

Em 14 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Justiça do RJ nega habeas corpus a lutador marroquino suspeito de estupro - Metro 1