Esportes

Ginasta diz que técnico acusado de abuso sexual inibia denúncias

"Ele costumava dizer que o que acontece no ginásio, fica no ginásio", afirmou o ex-ginasta

[Ginasta diz que técnico acusado de abuso sexual inibia denúncias]
Foto : Marcos Oliveira/Agência Senado

Por Metro1 no dia 24 de Maio de 2018 ⋅ 21:00

O ex-ginasta Matheus Lara voltou a acusar o ex-técnico da seleção brasileira de ginástica, Fernando de Carvalho Lopes, de assédio e desvio de verba de incentivo à prática esportiva quando trabalhou com o treinador no clube Mesc, em São Bernardo do Campo (SP), entre 2010 e 2013. O depoimento foi concedido hoje (24) à CPI dos Maus Tratos.

Ao ser questionado sobre os abusos, Lara relatou que Lopes teria tocado as partes íntimas dos jovens. O ex-ginasta afirma ainda que o treinador usava a posição de comando para inibir as reclamações dos atletas. "Ele costumava dizer que o que acontece no ginásio, fica no ginásio", afirmou.

O delator está entre os mais de 40 ginastas que denunciaram Lopes por abuso sexual, no fim de abril. Eles também apontam que Marcos Goto, coordenador técnico da Confederação Brasileira de Ginástica, não só estava ciente dos problemas como era conivente com a suposta prática.

Notícias relacionadas