Esportes

Bahia firma termo com MPT para proteger atletas em formação

O TAC prevê obrigações que fazem parte da legislação para a relação com jovens aprendizes, que são o caso dos atletas das divisões de base

[Bahia firma termo com MPT para proteger atletas em formação]
Foto : Divulgação

Por Matheus Simoni no dia 25 de Outubro de 2018 ⋅ 17:00

Bahia e Ministério Público do Trabalho da Bahia (MPT-BA) firmaram um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) para garantir a proteção de atletas em formação e evitar que crianças com menos de 14 anos fiquem expostas a exploração. A informação foi revelada pelo procurador chefe do órgão, Luís Carneiro, em entrevista ao programa Metrópole Serviço. A assinatura do TAC ocorreu na semana passada. 

Com a parceria, o clube vai promover diversas ações de marketing, como exposição da campanha nas camisas dos jogadores, exposição de faixa na entrada do time em campo dos jogos na Arena Fonte Nova e postagens nas redes sociais do Bahia sobre o tema.

"A realidade de formação desses atletas é um pouco chocante. Estamos no Nordeste e não é diferente por aqui. A situação é muito delicada e sensível, que requer uma atenção do MPT", declarou o procurador. O TAC prevê obrigações que fazem parte da legislação para a relação com jovens aprendizes, que são o caso dos atletas das divisões de base. Segundo o procurador, as ações foram acatadas pelo clube, que se dispôs a adotar uma política de proteção da infância e juventude dentro e fora de suas instalações.

De acordo com o MPT, estão previstas as condições mínimas de conforto e privacidade nos alojamentos, assim como a garantia de frequência escolar e suporte financeiro aos garotos e suas famílias.

"Eles assumiram uma série de compromissos com o MPT, inclusive proibindo a entrada de crianças e jovens abaixo de 14 anos para ter essa formação no clube. É importantíssima essa campanha", afirmou Carneiro. A partir de 2019, a camisa do Bahia terá um brasão em alusão à campanha do fim do trabalho infantil. A medida será adotada inicialmente no Campeonato Baiano e no Nordestão do ano que vem. 

Notícias relacionadas