Esportes

Juiz do Comitê de Ética da Fifa é preso acusado de corrupção

Advogado de Rajoo, Cheow Wee, afirmou que o juiz vai responder em liberdade

[Juiz do Comitê de Ética da Fifa é preso acusado de corrupção]
Foto : Reprodução/KLRCA

Por Marina Hortélio no dia 21 de Novembro de 2018 ⋅ 15:00

O juiz do Comitê de Ética da Fifa, Sundra Rajoo, foi preso hoje (21) na Malasia suspeito de corrupção. O malaio renunciou do cargo que ocupava no Centro de Arbitragem Internacional.

À agencia de notícias Associated Press, o advogado de Rajoo, Cheow Wee, afirmou que o cliente foi preso pela Comissão Malasiana Anti-Corrupção após voltar de Zurique em uma viagem de negócios pela Fifa.

Ainda de acordo com Wee, o juiz foi solto mais tarde e vai responder em liberdade após a corte recusar a ordem de prisão de sete dias. “O juiz concordou com nossa posição de que ele [Rajoo] tem imunidade diplomática e privilégios. Ele não está sujeito à nossa [malaia] jurisprudência criminal”, disse o advogado.

Wee afirmou ainda que a Comissão Malasiana Anti-Corrupção prendeu o cliente para proteger e continuar as investigações sobre as alegações de que o juiz de ética teria aceitado favores financeiros conseguidos com o cargo.

Notícias relacionadas