Esportes

Vice mundial de natação é absolvido de doping e disputa vaga em Tóquio

Aos 23 anos, Gabriel Santos tentará vaga na segunda Olimpíada da carreira

[Vice mundial de natação é absolvido de doping e disputa vaga em Tóquio]
Foto : Satiro Sodre/SSPress/CBDA

Por Danielle Campos no dia 15 de Fevereiro de 2020 ⋅ 07:30

A Corte Arbitral do Esporte absolveu nesta sexta-feira (14), um dos principais velocistas da natação brasileira, Gabriel Santos, do Esporte Clube Pinheiros, de uma punição por doping recebida em julho do ano passado. Com a decisão, Gabriel poderá participar da seletiva olímpica, que será realizada em abril, no Parque Aquático Maria Lenk (Rio de Janeiro).

O nadador foi reprovado em exame antidoping no mês de maio do ano passado e ficou fora dos Jogos Pan-Americanos de Lima, no Peru, e do Mundial de Esportes Aquáticos, realizado na Coreia do Sul.  O exame detectou presença de Clostebol, agente anabólico proibido pela Agência Mundial Antidoping. No entanto, a comissão entendeu que não houve culpa ou negligência pela contaminação. A justificativa do paulista foi que teria usado uma toalha ou peça de roupa de seu irmão, cujo creme pós-barba continha Clostebol.

Aos 23 anos, Gabriel tentará vaga na segunda Olimpíada da carreira. Ele competiu no Rio de Janeiro, em 2016. O nadador também foi medalhista de prata no Mundial de Budapeste, em 2017, e de ouro no Pan-Pacífico de Tóquio, sempre no revezamento 4x100 metros estilo livre. Sem ele, o quarteto brasileiro ficou em sexto lugar no Mundial de 2019.

Notícias relacionadas