Esportes

'Nada justifica o que fiz', diz Paulo Carneiro um mês após confusão com jogador do Ceará

No dia 26 de agosto, o presidente do Vitória partiu para cima do meia Vinícius, do Ceará, e ameaçou agredi-lo durante o intervalo da partida

['Nada justifica o que fiz', diz Paulo Carneiro um mês após confusão com jogador do Ceará]
Foto : Vinicius Simoni/Metropress

Por Luciana Freire/ João Brandão no dia 24 de Setembro de 2020 ⋅ 19:53

O presidente do Vitória, Paulo Carneiro, comentou hoje (24) em entrevista à Rádio Metrópole o episódio pelo qual foi punido com suspensão pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva.

“Cometi a impropriedade de fazer aquilo. Não deveria fazer. Nada justifica o que fiz no nível que a gente quer levar o Vitória, reconheço, mas não arrependo. Não deveria ter feito”, disse o dirigente.

No dia 26 de agosto, o presidente do Vitória partiu para cima do meia Vinícius, do Ceará, e ameaçou agredi-lo durante o intervalo da partida entre os dois clubes pela Copa do Brasil.

Notícias relacionadas