Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Terça-feira, 11 de junho de 2024

Home

/

Notícias

/

Internacional

/

Turbulência em voo que ia de Londres a Singapura deixa um morto e 30 pessoas feridas

Internacional

Turbulência em voo que ia de Londres a Singapura deixa um morto e 30 pessoas feridas

Voo SQ321 havia saído de Londres, e o problema ocorreu faltando cerca de uma hora e meia para o pouso em Singapura

Turbulência em voo que ia de Londres a Singapura deixa um morto e 30 pessoas feridas

Foto: Reprodução/ Redes sociais e CNN

Por: Metro1 no dia 21 de maio de 2024 às 12:40

Um Boeing 777 da Singapore Airlines, enfrentou turbulência severa nesta terça-feira (21), uma pessoa morreu e outras 30 ficaram feridas. A vítima é um passageiro britânico de 73 anos que teria problemas cardíacos. A causa da morte está sendo investigada. A Boeing disse que está em contato com a Singapore Airlines e se colocou de prontidão para prestar assistência.

O voo SQ321 havia saído de Londres, e o problema ocorreu faltando cerca de uma hora e meia para o pouso em Singapura. O comandante declarou emergência e realizou um pouso não programado em Bangkok, na Tailândia, onde os feridos receberam socorro. De acordo com a Singapore Airlines, havia 211 passageiros e 18 membros da tripulação na aeronave.

O diretor-geral dos Aeroportos da Tailândia informou que sete dos feridos se encontram em estado crítico. Outras 23 pessoas, incluindo nove membros da tripulação, têm ferimentos leves e estão recebendo tratamento. Segundo dados do site FlightRadar24, que monitora voos em tempo real, a aeronave sofreu uma queda acentuada de 37 mil pés para 33.825 pés (aprox. 10 km) no intervalo de um minuto, o equivalente a uma perda de altitude de 967 metros.

Em nota, a companhia aérea disse estar priorizando prestar assistência a todos os passageiros. "A Singapore Airlines oferece as mais profundas condolências à família da pessoa falecida. Nossa prioridade é fornecer toda a assistência possível para todos os passageiros e tripulação a bordo da aeronave. Estamos trabalhando com as autoridades locais da Tailândia para fornecer a assistência médica necessária e a enviar uma equipe para Banguecoque para prestar qualquer assistência adicional necessária", diz a nota.